Curty Qualidade | GOVERNANÇA CLÍNICA
Especialista na Gestão da Qualidade em Saúde!
Gestão da Qualidade, Qualidade, Quality
319
post-template-default,single,single-post,postid-319,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

GOVERNANÇA CLÍNICA

GOVERNANÇA CLÍNICA

Governança Clínica: O que quer dizer?

O conceito que mais tem sido divulgado sobre a Governança clínica e que exemplifica perfeitamente
os processos laboratoriais desde a sua solicitação até a disponibilização do resultado;

O EXAME CERTO

PARA O PACIENTE CERTO

NO MOMENTO CERTO

NA QUANTIDADE CERTA

NO LOCAL CERTO

NO TEMPO CERTO

Podemos concluir a complexidade e diversidade de processos que estão envolvidos para que o laboratório entregue esses requisitos eficientemente.
Todas as fases já muito conhecidas (pré-analítica, analítica e pós-analítica) , além das áreas de
suporte e apoio devem estar funcionando de forma integrada para atingir esses objetivos.
Toda essa estrutura deve estar apoiada pelos pilares que sustentam a Governança Clínica:

GESTÃO DE
RISCO E SEGURANÇA DO PACIENTE

TREINAMENTOS

AUDITORIAS

CUIDADO CENTRADO NO PACIENTE

EVIDÊNCIAS

GESTÃO DE PESSOAS

 

Reforço que a participação da diretoria é fundamental para que um processo de governança clínica tenha sucesso. A Diretoria deve ser participativa e apoiar os colaboradores. A cultura justa deve ser implementada e disseminada, além da análise dos resultados obtidos e do incentivo para implementação das melhorias.